segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Ata


Setor juventude

Após estudo do documento 85 da CNBB, sugerido na primeira reunião com a juventude realizada na Cúria Diocesana de Presidente Prudente, iniciamos com a Santa Missa a segunda rodada de diálogo com os movimentos que estavam presentes.
Ao contrário do ocorrido na primeira reunião, nesta tivemos a participação apenas do movimento JOVISA da paróquia São Francisco de Assis (Presidente Prudente), e da Pastoral da Juventude (PJM/PJ) dos seguintes municípios: Presidente Prudente, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Regente Feijó, Pirápozinho (este sem apoio do Pe. Dirceu). Sentimos falta da juventude da Renovação Carismática Católica que em nosso primeiro encontro esta representado pelo grupo de base da Catedral São Sebastião, do movimento JOVISA do município de Sandovalina, da juventude de Emilianópolis que ali também se faziam presentes e de todos os outros companheiros e companheiras que foram convidados e por algum motivo não puderam se fazer presentes.
Após a missa, café e recreação, e com a chegada do Pe. Wilson Cristovam da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, demos início dos trabalhos que, de maneira prática, pois todos ali já vieram com o documento 85 estudado, foi desenvolvido de forma dinâmica.
Os 46 representantes que ali estavam foram separados em cinco grupos, no qual foram feitos questionamentos, a resposta veio em forma de apresentação em plenária, e as dúvidas foram tiradas.
1ª Tarefa – Relacionar o texto bíblico sugerido pelo assessor com o primeiro capítulo do documento 85 e escolher uma figura que representasse.
Apresentações:
Grupo 1
- Bem aventuranças inversão de valores.
- Não é ficando dentro da igreja que vamos construir o Reino.
- Não podemos nos fechar da realidade.
Grupo 2
- Leis do mundo e leis de Deus
- Superar as leis do mundo.
Grupo 3
- A mão direita na precisa saber o que faz a mão esquerda.
- Nosso olhar em relação ao mundo que nos é apresentado.
Grupo 4
- Somos enviados como ovelhas em meio a lobos.
- Desafio.
- Fé com ação, evangelizar não é fácil, é um desafio.
Grupo 5
- Tive fome não me deste de comer.
- Temos que buscar o equilíbrio.
- Juventude presa a tecnologia, presa a si mesmo, em sua realidade.
- Terminado a primeira tarefa, partimos pra segunda.
2ª Tarefa: Como Jesus sente sua realidade?
Grupo 1
- “Em busca dos holofotes”, só entrará no reino quem por em prática sua palavra.
Grupo 2
- Razão (cabeça) / Emoção (coração).
- Sociedade que manipula.
- Jesus perdoa os pecados do paralítico.
- Nós hoje devemos levantar e carregar nossa cruz.
Grupo 3
- Jesus olha para os pequeninos.
- Hoje somos oprimidos pelo mundo capitalista.
- Devemos anunciar a proposta de Jesus que promove os pequenos.
Grupo 4
- Semeador que não põe a palavra de Deus em prática não dará frutos.
- Maria, jovem, deu seu sim a Deus.
Grupo 5
- Partilhar, não se fechar.
- Ir atrás dos jovens fechados em seu mundo virtual.
- Jovem evangelizador ousado.
3ª Tarefa - Como Jesus age em sua realidade?
Grupo 1
- Jesus único Messias.
- Quem somos nós, quem sou eu?
1ª linha de ação.
- Relação de solidariedade entre irmãos.
- Qual nossa ligação com Deus?
- Deve ser uma ligação com o todo para poder agir.
Grupo 2
2ª e 3ª linha de ação.
- Quem quer me seguir pegue sua cruz e me siga.
- Ação de acordo com a realidade.
- Espiritualidade e pedagogia de formação.
Grupo 3
4ª linha de ação.
- A ovelha perdida.
- Discípulos e missão.
- Nossa missão é encontrar as ovelhas perdidas.
Grupo 4
5ª linha de ação.
- Cerco de Jericó.
- Estrutura de acompanhamento e assessoria.
- Na diferença somos o corpo de cristo.
Grupo 5
7ª e 8ª linha de ação.
- Fariseus hipócritas.
- Lideranças na Igreja que não deixa outras pessoas entrarem.
- Empecilhos a evangelização.
- Conciliar tecnologias e ciências à nossa caminhada, nossa religião.
O primeiro passo foi dado, começamos um diálogo que pode ficar maior se a juventude se unir, não podemos ter medo de ousar, questionar para gerar crescimento, rezação de quatro paredes não nos leva muito longe, os nossos Padres tem que parar de pensar como se fossem senhores e os fiéis súditos. Devemos nos articular nas universidades, fé e razão, pensar e informar. A juventude precisa se sensibilizar a causa social, desafio que não podemos ter medo. Como articular este trabalho que responda ao projeto de Deus?
Esta é a conclusão final de nosso segundo encontro de articulação do setor juventude realizado na Paróquia São José no dia 02/Nov/2008.

2 comentários:

εïз Alê Farias εïз disse...

mto bom!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

jeronimo disse...

ola pessoal. fico muito feliz por estar interagindo com a galera jovem de nossa diocese. espero que este espaço possa ser compartilhado com todos aqueles que se sentem insentivados a participar. desejo sucesso para todos.
uma boa semana.
abraço.